#NãoSomosMacacos

Há uns quatro ou cinco anos, mais ou menos, conheci um rapaz que é amigo de uns amigos meus. A história desse dia é bem peculiar, e muito engraçada. Pois o sujeito estava pendurado nos galhos de uma árvore no Parque Municipal de BH. Desse dia em diante ele ficou apelidado de “Macaco”.

E é engraçado o modo com às vezes eu falo dele pra alguém, “esse conhecido meu, o Macaco…” e a pessoa logo me chama de racista. Não entendo porque acham que eu sou racista só porque chamamos ele de Macaco! Não vejo racismo nenhum nisso. Eis uma foto do Macaco:

Acredito que o racismo está muito mais na cabeça da pessoa que, ao ouvir a palavra “macaco” automaticamente já associa a uma pessoa negra.

Acredito que o racismo está muito mais na cabeça da pessoa que, ao ouvir a palavra “macaco” automaticamente já associa a uma pessoa negra.

Agora alguma agência muito “inteligente” no Brasil resolveu criar essa “brilhante” campanha com a hashtag #SomosTodosMacacos, que se espalhou rapidamente pelas redes sociais. O que ressuscitou uma antiga discussão entre evolucionistas e criacionistas, onde os primeiros se gabam por terem evoluído dos macacos.

Não consigo expressar a minha repulsa por esse tipo de pensamento. Das duas partes, aliás. Não vou nem comentar a questão do criacionismo, porque não acredito que em pleno século XXI ainda exista quem acredite nesse tipo de fantasia. E com relação aos evolucionistas, só se equivocaram quanto à origem da nossa espécie que (ao contrário do que muita gente diz) não evoluiu do macaco. A verdade é que temos, sim, um ancestral em comum com os macacos na escala evolutiva, temos 98% de compatibilidade genética com chipanzés, mas NÃO EVOLUIMOS DOS MACACOS E NÃO SOMOS MACACOS. Somos todos primatas, mas com milhões de anos de diferença na evolução.

Ficou claro que na agência que criou essa de #SomosTodosMacacos faltou um pouco de aulas de biologia. Somos seres humanos. E o que nos diferencia uns dos outros não é a cor da pele, a orientação sexual, a etnia, etc… é justamente a mentalidade de cada um. Obviamente alguns ainda têm a mentalidade muito retrógrada e não conseguem lidar com pessoas diferentes, de cores diferentes, ideias diferentes, países diferentes. E se fecham em seu mundinho superficial onde as aparências valem muito mais do que os ideais, os pensamentos e as escolhas de cada um.

“Macaco” não é mais só uma palavra, um animal qualquer. Já ficou marcado como uma expressão racista. É como um machista chamando uma mulher de “Cachorra”. Ou um homossexual de “veado”. Se uma mulher é chamada de “piranha”, não vou querer ser chamada também. Não somos macacos, assim como não somos cachorras, galinhas, vacas, piranhas, etc… Sou humana e quero ser respeitada como tal, independente da cor da minha pele, minha orientação sexual, etnia, etc… Eu não sou macaco, você não é macaco. Quem fala esse tipo de coisa é babaca, sem noção, sem educação e com a mentalidade muito atrasada, por sinal.

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , | Deixe um comentário

OLÍVIA TEM DOIS PAPAIS

Os tempos estão mudados e, aos poucos, a mentalidade das pessoas também. Hoje as pessoas têm direitos que antes lhes eram privados, por questões conservadoras e religiosas. Felizmente, a cada dia que passa, mais pessoas conquistam seus direitos. Hoje, por exemplo li a seguinte matéria no jornal: “Mulheres registram criança com o nome das duas. Uma das mães doou o óvulo e a outra gerou a menina”. Fiquei emocionada, muito contente com o progresso no nosso país no que se refere aos direitos dos casais homoafetivos. Mesmo que ainda existam os Bolsonaros da vida, pessoas com mentalidade retrógrada o bastante para negar a eles o que é inegável. O Brasil está de parabéns hoje, por se abrir cada vez mais aos casais do mesmo sexo.

Gostaria de aproveitar apara indicar este livro, da autora Márcia Leite: “OLÍVIA TEM DOIS PAPAIS”.

OLÍVIA TEM DOIS PAPAIS, de Márcia Leite

OLÍVIA TEM DOIS PAPAIS, de Márcia Leite

Olívia é uma menina esperta, que sabe bem o que quer e tem plena noção de como usar algumas palavras para conseguir o que deseja. Quando tem de ficar sozinha enquanto os pais trabalham, ela diz que está muito “entediada”. Como não gosta de ver a filha “entediada”, papai Raul para imediatamente de trabalhar e, quando percebe, já está deitado no chão ao lado dela, brincando de filhinho e mamãe, ou cercado por um monte de bonecas.
Para chamar a atenção de seu pai Luís, Olívia fala que está “desfalecendo”, afinal de contas, desfalecer de fome é uma coisa muito séria, e Luís é o melhor cozinheiro da família.
“Intrigante” é outra palavra de que Olívia gosta muito, isso porque todas as coisas do mundo são muito intrigantes para ela. Olívia quer saber, por exemplo, como seu papai Raul sabe brincar de boneca e seu papai Luís cozinha tão bem. Quer saber também como vai aprender a usar maquiagem e sapatos de salto alto, se na casa dela não mora nenhuma mulher.
A família da Olívia é um pouco diferente, e totalmente “encantadora”, outra palavra que ela adora usar.

Ainda estamos no início de uma longa caminhada, na qual teremos enfrentar e driblar muitos tabus e preconceitos que se entranharam na nossa sociedade ao longo dos tempos. Mas tenho certeza que os avanços da justiça se farão cada vez mais notáveis e chegará o dia em que o direito de se unir e formar família não será negado a ninguém e nem contestado por pessoas de mentalidade atrasada e conservadora.

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

1º DE ABRIL

Dia em que a CIA mentiu para os militares no Brasil, para mentirem para o povo do Brasil, que o nosso presidente era comuna, que comia criancinha e que, por tanto era uma ameaça, que a presidência estava vaga, e que o Brasil não era mais do povo.

E o povo, que era o povo, teve que viver num Brasil que não era mais do povo, teve que apanhar num Brasil que não era do povo, teve que amargar um Brasil que não era do povo, teve que aturar um Brasil que não era do povo, teve que lutar por um país que queria ser do povo, teve que ser perseguido por um Brasil que não era do povo, teve que ser preso num Brasil que não era do povo, teve que ser torturado e morrer nos porões de um Brasil que não era do povo.

E essa mentira durou 21 anos. E se perpetua até os dias de hoje, seja na dor dos que sofreram ou perderam entes queridos nessa luta, seja nas lembranças dos dias difíceis, mas PRINCIPALMENTE na mentalidade retrógrada daqueles que ainda acreditam nesta mentira.

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

#50AnosDoGolpe

imperialistasAs coisas estavam quentes e esquentando cada vez mais. O mundo estava confuso. De um lado, a soberania imperialista dos Estados Unidos. Do outro a crescente oposição dos comunistas da União Soviética (adoro). Muitos países tendiam para o lado dos imperialistas, mas em pouco tempo os comunistas conseguiram converter uma galerinha aí. O que definitivamente estava irritando os porcos capitalistas.

che501Em um dado momento alguém teve a brilhante ideia de implantar agentes da CIA em diversos países subdesenvolvidos e descobrir o que se passava e para que lado tendia cada um deles. Foi então que acharam que o Brasil estava muito comunista para o gosto deles. Ainda mais depois que o nosso ex-presidente vassourinha Jânio Quadros concedeu a maior condecoração brasileira, Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, ao guerrilheiro Ernesto Guevara. Um dos heróis da Revolução Cubana e grande inimigo do governo dos Estados Unidos. Aí acharam que o presidente João Goulart também estava muito tendencioso para o lado dos comunistas, e conduzindo o Brasil de uma maneira que não era agradável aos olhos dos imperialistas.

E foi então que eles decidiram que era uma boa hora para financiar os militares no Brasil, para que pudessem implantar um regime militar e um governo mais favorável aos interesses norte-americanos. Dito e feito, no dia 31 de março de 1964 os militares anunciaram o golpe e instauraram um regime autoritário, privando os brasileiros de direitos como liberdade de expressão, liberdade de imprensa, direito de votar, entre outros.

abaixo-a-ditaduraO regime militar durou 21 anos e terminou quando José Sarney assumiu o cargo de presidente, quando o país foi redemocratizado e teve início a Nova República.

E até hoje me entristece perceber que 50 anos depois ainda existem pessoas com uma mentalidade tão retrógrada e capaz de apoiar a volta deste tipo de regime no nosso país. Organizaram recentemente a reedição da “Marcha da Família com Deus e Pela Liberdade” contra a “ameaça comunista” e exigindo uma nova intervenção militar no Brasil. Sinto muito mesmo, por viver num país onde as pessoas são incapazes de aprender com os erros do passado e continuam os repetindo.

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

CUBA COM FIDEL

Em 1492, quando Cristóvão Colombo pisou pela primeira vez em terras americanas, ele desembarcou em uma ilha localizada no Mar do Caribe. Colombo então reivindicou aquela terra para o Reino da Espanha, pelo nome de Juana e, posteriormente, de Cuba. O país permaneceu sob o domínio espanhol até a Guerra Hispano-Americana, sendo reconhecido como um país independente a partir de 1898. E após a Revolução Cubana de 1959, instaurou-se no país um regime Socialista comandado por Fidel Castro.

Até a Revolução, Cuba era uma espécie de protetorado dos Estados Unidos e cerca de 35% da economia cubana era controlada por empresas norte-americanas, que interferiam diretamente no poder político da ilha, que era dominada pela ditadura sanguinária do ex-sargento Fulgência Batista, que impunha enormes regulações à economia, o que trouxe grandes problemas para a população. Os cubanos sofriam com a falta de estrutura na saúde, na educação e com os crescentes índices de desemprego. Após a Revolução, Cuba organizou-se uma república socialista no modelo marxista-leninista, no qual não há eleições diretas para cargos executivos, e onde o Partido Comunista é o único partido oficial. O governo é dividido em três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. O Poder Executivo se compõe do Conselho de Estado e do Conselho de Ministros. O Poder Legislativo é unicameral, exercido pela Assembleia Nacional do Poder Popular contando atualmente com 614 deputados eleitos para mandatos de cinco anos. A Corte Suprema de Cuba é o mais alto órgão do poder judiciário do país. Além dessas organizações formais, o sistema político de Cuba incorpora, em seu processo decisório, um conjunto de organizações populares, tais como o Partido Comunista de Cuba, a Federação Cubana de Mulheres e a Associação Nacional de Pequenos Fazendeiros.

VIVA FIDELO regime socialista cubano proporcionou ao país sucesso nas áreas da saúde, tendo implementado um sistema de saúde pública universal, que é totalmente gratuito para todos os residentes da ilha, o que se espelha em seus indicadores padrão. Diminuindo significativamente as taxas de mortalidade infantil, que chegam a ser inferiores até mesmo à de alguns países desenvolvidos. Além disso, a expectativa de vida média em Cuba é de 77,64 anos. Tendo a ilha a maior proporção demográfica de pessoas com mais de 100 anos, à frente até do Japão.

Cuba também obtém sucesso no campo da igualdade social, tendo praticamente erradicado o desemprego e onde 85% das famílias são donas de suas próprias casas e os 15% restante pagam de aluguel um ou dois dólares mensais. O governo cubano tem o mérito de ser capaz de abrigar e alimentar os seus mais de 11 milhões de cidadãos. E  defende o respeito, em Cuba, aos direitos à saúde e à educação, à liberdade religiosa e de associação.

No campo da educação, em 1961 o país realizou uma campanha nacional de alfabetização e foi o primeiro país do mundo a erradicar o analfabetismo. O Estado e a Constituição Cubana determinam que o ensino fundamental, médio e superior devem ser gratuitos a todos os cidadãos cubanos e é obrigatória até o 9º ano. Hoje não há mais analfabetos em Cuba, onde a taxa de alfabetização de 99,8%. O sucesso na área da pesquisa científica proporcionou à Cuba a definição da WWF de desenvolvimento sustentável (tendo sido a única nação no mundo que a recebeu), tendo um Índice de Desenvolvimento Humano de mais de 0,8 em 2007.

PRAÇA DA REVOLUÇÃO

Nota-se por tanto, diversas melhorias nos mais diversos campos e, principalmente, no modo de vida da população em Cuba graças ao governo centrado numa ideologia socialista. Há quem acredite que este governo falha no aspecto econômico e nas relações internacionais, mas a crescente qualidade de vida dos seus mais de 11 milhões de habitantes e as diversas melhorias proporcionadas a eles por este sistema se mostram, no geral, bastante eficazes e satisfatórias.

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

BOLO DE BANANA

A gororobation de hoje é uma referência à casa em que eu costumava morar até 2011. Era uma casa simples e pequena, mas com um quintal enorme ao redor, onde criávamos cachorros, galinhas, patos, coelhos, etc. Havia também muitas árvores, entre elas, goiabeiras, pitangueiras, jabuticabeiras, e bananeiras. Inclusive, tínhamos muitas bananas e precisávamos ser criativos para utilizá-las bem e sem desperdício. O que às vezes era muito difícil.  Foi nesta época que eu criei a receita de hoje. É diferente, criativa e surpreendentemente deliciosa.

Ingredientes:
– 4 ovos
– 6 bananas
– 1 xícara de óleo
– 1 pitada de sal
– 2 xícaras de açúcar
– 2 xícaras de farinha de trigo
– 1 colher de fermento
– canela a gosto

Preparo:
Bata no liquidificador os ovos, as bananas, o óleo, o sal e o açúcar.
Despeje em uma tijela junto com a farinha, o fermento e a canela.
Em uma forma untada, polvilhe açúcar e canela até cobrir toda a superfície. Coloque a massa e polvilhe mais açúcar e canela por cima.
Coloque em forno quente por aproximadamente 30 minutos.

Bolo De Banana Da Camila

Publicado em Arte com Comida, Gororobation | Deixe um comentário

QUEM TEM O DIREITO DE AMAR?

É um absurdo que ainda exista essa discussão, mas eu sou a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo. E da adoção de crianças por casais homossexuais. Todo mundo tem o direito de amar e ser amado, de estar com quem ama, formar uma família e ser feliz. Será que é querer muito?

Não entendo como funciona a mentalidade daqueles que ainda se dizem contra. É com você que eles querem casar por um acaso? Não. Então vai cuidar da sua vida, cara! Simples assim.

Não é da minha conta, não me interessa a orientação sexual das pessoas à minha volta. Não me importa com quem cada um se deita à noite ou o que faz com o seu parceiro, nem como é feito. Normalmente julgo as pessoas pelo que elas são ou não capazes de fazer umas com as outras. Sou inimiga apenas daqueles que são capazes de cometer qualquer injustiça contra qualquer pessoa, independente da cor da pele, religião, etnia, sexualidade, etc.

O grande problema das pessoas é que sempre se importam demais com o que as outras têm ou fazem de diferente. Ao invés de tentar se concentrar naquilo que têm em comum, estar ao lado daqueles que concordam entre si e se identificam. Parecem  preferir odiar a amar.

Família

Publicado em Como EU vejo o mundo | Marcado com , , , , | Deixe um comentário